COLUNA OUTROS DESTINOS - SUSSUMO
Serra gaúcha: passeio de Maria Fumaça, a saga da imigração italiana, as cantinas históricas e muito mais

Maria Fumaça e a epopeia italiana

 

Um retorno ao passado é o que promete esse passeio na Serra gaúcha. Um trem movido pelo motor a vapor e utilizando lenha como combustível, parte de Bento Gonçalves, parando em Garibaldi e encerrando o trajeto em Carlos Barbosa percorrendo o trajeto de 23 quilômetros em uma hora e meia.

 

 

Mas você nem verá o tempo passar, pois durante todo o passeio acontece uma verdadeira festa italiana, com músicas típicas, como a tarantela. Os passageiros são convidados a bailar pelos corredores dos vagões.

 

 

A festa só é interrompida para uma parada em Garibaldi onde os passageiros são recebidos para degustação de vinhos, sucos e champanhe.

E no final da viagem em Carlos Barbosa, cantores aguardam com um show de música italiana. O retorno pode ser feito no mesmo trem ou se você preferir pode retornar de ônibus.

Em Bento Gonçalves, um museu teatro é o palco para uma viagem imaginária em que o espectador tem a oportunidade de viver um pouco a história da saga da imigração italiana através da narração de um ator que conduz a plateia através de cenários que reconstituem a época.

ROTA DE CANTINAS HISTÓRICAS

Seguindo pela RS-431 em direção a Faria Lemos está a Rota de Cantinas Históricas, um reduto de descendentes de imigrantes oriundos do norte da Itália, que encontraram no clima da região as melhores condições para a cultura do vinho e da gastronomia, preparadas com o mesmo requinte, sabedoria e delicadeza de seus antepassados.

Aqui é possível encontrar uma variedade enorme de vinhos, espumantes e sucos, para serem degustados com produtos típicos como geleias, copas, salames, queijos e doces, a maioria produzidos artesanalmente.
Restaurantes e espaços enogastronômicos oferecem cardápios recheados com pratos da cozinha italiana para serem degustados sob apresentações artísticas que remetem à arte e à cultura italiana.
MONTE BELO DO SUL
Esta cidade de quase 3.000 habitantes,  considerada o berço da vitivinicultura da Serra Gaúcha, é o maior produtor de uvas per capita da América Latina. Os parreirais de Monte Belo produzem 10% das uvas para produção de espumante do Estado do RS.  A preservação da cultura e tradição italiana fazem da cidade um pequeno pedaço da Itália no Brasil.
Para chegar a Monte Belo do Sul a partir de Bento Gonçalves, siga pela RS 444, a Estrada do Vinho, aproveitando para visitar as vinícolas, restaurantes, lojas artesanais e tudo que esta rota oferece ao turista.
Monte Belo do Sul – praça e igreja matriz de Monte Belo do Sul, uma das 47 cidades que compõe a serra gaúcha e que fica a pouco mais de 10 km do Vale dos Vinhedos em Bento Gonçalves


VERANÓPOLIS

Esta cidade que também faz parte da Serra Gaúcha, conhecida como a “Princesa dos Vales”, já foi objeto de estudos por parte de várias organizações, inclusive do Japão, por ter a população com a maior longevidade média do mundo, razão pela qual é considerada a capital brasileira da longevidade.
Para ir a Veranópolis, siga pela RST 470 na rota do Vale do Rio das Antas, são aproximadamente 40 km a partir de Bento Gonçalves, ao longo dos quais você poderá visitar algumas vinícolas ou parar para almoçar em algum de seus restaurantes.
Vale do Rio das Antas – O Rio das Antas cercada por uma exuberante paisagem é atravessada pela Ponte Ernesto Dorneles, conhecida como a “Ponte do Rio das Antas”, uma das maiores do mundo em arcos paralelos suspensos.

 

Monumento aos imigrantes em Veranópolis – Monumento inaugurado durante as comemorações dos 125 anos da Colonização Italiana no RS. Aqui estão representadas as três gerações de uma família de imigrantes que fizeram parte da história da cidade.

 

Gruta de Nossa Senhora de Lourdes de Veranópolis – Gruta construída pelos frades capuchinhos em 1906, possivelmente em cumprimento a uma promessa por ocasião da invasão de uma nuvem de gafanhotos em outubro de 1905, que arrasaram as lavouras na região de Veranópolis

 

Espigão do Belvedere (Restaurante giratório) – Pouco antes da entrada de Veranópolis fica esse mirante que possui um restaurante com vista para o Vale e parte da cidade. O curioso é que ele está em constante movimento circular, ou seja durante sua refeição você terá uma visão 360 graus do entorno. A comida do restaurante, como não poderia deixar de ser, é servida em sistema de rodízio.

 

 

Matérias anteriores da coluna