CORCOVADO
Grupo Técnico realizará estudos para identificar e delimitar Aldeia Renascer

[Foto: Thais Taniguti/Caiçara Criativo]

Na última quarta-feira, 8 de novembro, foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) a portaria que constitui o Grupo Técnico (GT) que realizará os estudos necessários à identificação e delimitação da Terra Indígena Aldeia Renascer (Ywyty Guaçu), localizada em Ubatuba.

Na mesma edição do DOU, foi publicada também a portaria constituindo o GT que realizará os estudos referentes à Terra Indígena de Paranapuã (Xixova Japuí), da etnia Guarani, localizada em São Vicente.

As portarias só foram publicadas após um grupo de 150 indígenas se manifestarem por meio da ocupação da sede regional da Funai no Litoral Sudeste, em Itanhaém, no final de setembro.

O GT para a Terra Indígena de Ubatuba contará com seis profissionais entre antropólogos, engenheiros e um geógrafo. Metade da equipe é composta por nomes da própria FUNAI e a outra metade é ligada a importantes universidades federais. A formação é a seguinte:
1. Amanda Cristina Danaga – Antropóloga coordenadora (UFSCar);
2. Isabel Santana de Rose – Antropóloga assistente (UFMG);
3. Maurice Tomioka Nilsson – Geógrafo (UFSC);
4. Ivanise Rodrigues dos Santos – Antropóloga assistente (CGID/DPT);
5. João Henrique Cruciol – Engenheiro agrônomo (CGAF/DPT); e
6. Sebastião Carlos Baptista – Engenheiro Agrimensor (CR Litoral Sudeste).

Segundo a Portaria, o GT terá o prazo de 30 dias de campo, contados a partir dos deslocamentos de seus integrantes à aldeia. Após o retorno da coordenadora do GT dos estudos de campo, o grupo deve entregar o relatório à Fundação Nacional do Índio (FUNAI) em até 180 dias.

Clique para acessar a PORTARIA Nº 1.127, DE 31 DE OUTUBRO DE 2017.