PRAIA DO ITAGUÁ
Corrida de canoa caiçara completa 60 anos com competição comemorativa neste domingo em Ubatuba

A corrida de canoa caiçara completa 60 anos em 2017. E para comemorar este aniversário especial haverá uma competição neste domingo (17), a partir das 10h, na Praia do Itaguá.

Remadores e remadoras da região estão empolgados para reviver seis décadas de tradição e cultura, além de praticar um esporte benéfico à saúde. A disputa vai acontecer dentro da programação da 61ª Festa de Nossa Senhora das Dores, organizada pela Paróquia Nossa Senhora das Dores. A festa conta ainda com a famosa canoa “Maria Comprida”, que está em exposição no local.

Segundo o presidente da Associação dos Amigos e Remadores da Canoa Caiçara (AARCCA), Helbert Ramon, a canoa caiçara tem uma importância relevante ao município. Para ele, é preciso manter esse legado.

“Queria agradecer todos os remadores e pescadores que estão mantendo viva essa cultura durante tantos anos. Essa cultura tem que ser fortalecida. A AARCCA conta com todos os remadores de norte a sul para fazer uma grande corrida”, afirmou.

História

A primeira prova de canoa caiçara, chamada “Nossa Senhora das Dores”, ocorreu em 1957, na Enseada do Itaguá.

Idealizada pelo professor Joaquim Lauro que, observando pescadores do cerco flutuante do Cedro remando lado a lado em duas canoas para chegar ao Itaguá, criou o que constitui hoje uma das principais tradições locais.

As provas eram divididas nas mesmas categorias que as disputadas atualmente e a premiação era composta por utensílios de uso diário do pescador, tais como: lanternas, fio de pesca, par de botas, rádios entre outros.

Além do aspecto esportivo, a competição representa uma das principais manifestações culturais do caiçara “ubatubense”, atraindo um grande número de espectadores durante sua realização.

Fonte: FundArt